domingo, 14 de fevereiro de 2016

Amigo dos amigos


Quando a esposa da Adriana Calcanhotto morreu ela publicou uma nota lamentando e ressaltando seu amor pela companheira de mais de duas décadas. Uma das qualidades ressaltadas era "amiga dos amigos". Fiquei particularmente impressionado pela ressalva de Calcanhotto em um momento tão dolorido porque é muito difícil, quando alguém morre, outrem dizer que o falecido era "amigo dos amigos" do companheiro.

Uma das qualidades mais louváveis para alguém com quem pretendemos passar muito tempo ou a vida toda é a de ser "amigo dos amigos". Quem tem muitas amigas sabe a dificuldade em fazer as diversas comunidades compreenderem a amizade real com o sexo oposto. E ainda mais complicado é fazer o companheiro/namorado delas de que o que só há é realmente amizade, que compreende carinho e segredos, também.

Para os amigos a opção é deixá-la viver o romance, efêmero ou para a vida toda, ou ir levando como dá. A recíproca não é verdadeira.

O companheiro(a)/namorado(a) precisa ser, antes de qualquer outra qualidade - talvez só abaixo do amor pela pessoa em comum, "amigo(a) dos amigos". É essa característica da alma gêmea que pode tornar o amor forte ou um relacionamento problemático. Os amigos, aqueles que sobrevivem ao tempo e às intempéries, que formam a familiar escolhida da pessoa em comum e, em geral, família é para sempre.


Os amigos, como qualquer outra pessoa, são dotados de arbítrio e limites e deles devem fazer uso sempre. Mas o amigos não vão dormir na mesma cama da amiga(o) nem disputar o mesmo tipo de amor do companheiro. O(A) amante, é o oposto e é por isso que ser "amigo(a) dos amigos" é uma qualidade exclusiva dele(a). 

Que maravilhoso seria se, ao falecer um companheiro, o par pudesse dizer que o amor falecido era "amigo(a) dos amigos" e que todos demonstrassem, por atos, que isso é verdade!

Que escolhamos nosso par, para dois dias ou para a vida inteira, seguindo esse parâmetro e não a raiva como normalidade para os nossos círculos sociais. Que sejamos mais felizes aos escolhermos não escolher entre os amigos e o(a) amante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E Então!!!