sábado, 24 de agosto de 2013

Antes, o Outro!



Antes de qualquer coisa: Apaixone!
Antes mesmo de apaixonar-se, apaixone.

O egoísmo das pessoas leva a enganos quase irreparáveis em relacionamentos que começam quase fracassados. E o problema é que as pessoas não fazem as outras se apaixonarem, mas apaixonam-se por dois, três, por todos os que podem estar envolvidos. E quando se fala em relacionamento não quer dizer necessariamente que seja um vínculo amoroso apenas.

E parte do erro, derivado do egoísmo, é por que as pessoas, em vez de apaixonarem os outros, apaixonam-se loucamente, esquecem-se de que o mais importante é inebriar o outro com seus encantos e simplicidade (sinceridade e divertimento também) e partem para um tipo de envolvimento no qual um só indivíduo ama, aproveita e entrega-se.
Depois, quando o envolvimento pede o diálogo (de palavras e corpos), começam os problemas. Começam as reclamações. Começam as dúvidas e o ciúme. O que ninguém lembra é que o outro não tem culpa de não estar envolvido: ele simplesmente não foi devidamente apaixonado. O egoísmo e a sede de quem só se apaixonou não permitiram que houvesse o devido engajamento.

Então apaixone antes de querer ser apaixonante. Encante antes de querer um ser quimérico que só existe em seu mundo. O planeta está repleto de pessoas reais, defeituosas, estranhas, amáveis e iguais a você. Não busque em outros aquilo que você é incapaz de ser ou de proporcionar. Não encare os indivíduos como seres que têm a obrigação de fazer-te feliz, seja qual for o grau do relacionamento. Mas tenha a obrigação de ser agradável e apaixonante. E isso basta.

Apaixone o outro. E só depois se apaixone.
Assim, quem sabe, grandes aventuras podem acontecer, não mais que de repente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E Então!!!